Esporte

CBF acata pedido do MP e da PM, e Palmeiras x Flamengo será com torcida única; time carioca detona

29 de novembro de 2019

Reprodução- Internet

Da Redação

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acatou pedido do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) e da Polícia Militar e determinou que a partida entre Palmeiras e Flamengo, neste domingo, no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, seja realizada com torcida única.

A justificativa dada pelos órgãos é que a segurança pública de São Paulo não tem condições de garantir a integridade física dos torcedores em caso de brigas de organizadas nas cercanias do estádio alviverde e também nas ruas de São Paulo, assim como nas estradas que ligam o Rio de Janeiro à capital paulista

MP e PM, inclusive, salientam que ainda havia o risco de organizadas do São Paulo (aliadas do Flamengo) e Vasco (parceiras do Palmeiras) se juntarem às brigas.

No duelo do primeiro turno entre alviverdes e rubro-negros, houve presença de torcida visitante no Maracanã.

Até por conta disso, o Fla divulgou nota oficial detonando a decisão da CBF.

“O acate desta decisão representa uma desobediência das regras e princípios da competição, além de um benefício ao infrator – que jogará na presença única da torcida alviverde, podendo assim obter vantagem esportiva – e a criação de precedentes catastróficos para a organização do futebol brasileiro. A não permissão da convivência de rubro-negros e alviverdes decreta a falência da segurança pública e a morte da cultura de arquibancada do futebol brasileiro”, escreveu a equipe (leia a nota completa abaixo).

O Flamengo já é o campeão brasileiro de 2019, e a partida deste domingo serve apenas para cumprir tabela, já que o Verdão não tem mais objetivos no campeonato.

No entanto, por conta da rivalidade entre os clubes nos últimos anos, o clássico acabou ganhando proporções maiores nesta reta final de Brasileiro.

VEJA A NOTA DO FLAMENGO

O Clube de Regatas do Flamengo vem a público lamentar a decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de acatar a recomendação do Ministério Público de Estado de São Paulo (MP-SP). O órgão indicou à Federação Paulista de Futebol (FPF) que realizasse a partida entre Flamengo e Palmeiras, no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, com torcida única, proibindo venda de ingressos para a torcida rubro-negra.

O acate desta decisão representa uma desobediência das regras e princípios da competição, além de um benefício ao infrator – que jogará na presença única da torcida alviverde, podendo assim obter vantagem esportiva – e a criação de precedentes catastróficos para a organização do futebol brasileiro. A não permissão da convivência de rubro-negros e alviverdes decreta a falência da segurança pública e a morte da cultura de arquibancada do futebol brasileiro.

O Clube de Regatas do Flamengo traz à tona os seguintes argumentos:

– O artigo 86 do Regimento Geral das Competições de 2019 prevê ao clube visitante direito de adquirir a quantidade máxima de 10% da capacidade permitida ao estádio. A não permissão deste direito seria uma grave violação dos direitos dos torcedores e clubes, indo contra a natureza do espetáculo e da competição;

– Não foi respeitado o princípio da reciprocidade: no primeiro turno, o Flamengo garantiu à Sociedade Esportiva Palmeiras a carga de 10% dos ingressos para o jogo no estádio do Maracanã, tendo a Polícia Militar garantido completamente a segurança e integridade física de todas as pessoas envolvidas no evento;

– O MP-SP ou qualquer outro Ministério Público não tem legitimidade para fazer recomendações a entidades privadas. O mesmo deveria ter pleiteado tal cenário junto ao Poder Judiciário.

Considerando os fatos supracitados, o Clube irá encaminhar o pedido do MP para a Procuradoria do STJD, para que o órgão adote as medidas cabíveis. Se a Polícia Militar não se sente em condições de dar segurança a todos os envolvidos na partida, esta deveria ser realizada em outro local ou com portões fechados.

O Clube de Regatas do Flamengo reitera seu total repúdio à violência e rechaça qualquer tipo de manifestação contrária à cultura do futebol.

Conselho Diretor

Do Espn.com.br



Banner lateral temporário Brasão Estado Banner Marcelino Mecanico