Em nome da Ciência

As ‘fazendas de cadáveres’ onde corpos se decompõem ao ar livre

20 de junho de 2019

Cemitérios forenses são lugares que desafiam vários dos ritos que os humanos têm em relação à morte. Esses lugares, onde os cadáveres são deixados ao ar livre por semanas ou meses, ajudam a solucionar crimes, embora alguns cientistas tenham críticas sobre eles.

 

Alguns dos corpos são protegidos por gaiolas para evitar que sejam alvos de aves de rapina – Foto – BBC

 

No meio de um gramado há alguns arbustos de aproximadamente um metro de altura. Eles são um pouco mais altos que os demais, porque o pedaço de terra em que crescem se alimenta de substâncias liberadas por cadáveres humanos que apodrecem por várias semanas.

De longe, o local parece um campo ideal para dar um passeio, mas quando você entra nos arbustos, um forte mau cheiro de morte faz seus olhos lacrimejarem. O dia está ensolarado e a temperatura chega a 30º – o ar é úmido e pesado. Neste terreno de pouco mais de um hectare existem 15 corpos humanos espalhados. Eles estão todos nus, alguns trancados em jaulas de metal. Alguns estão cobertos com um plástico azul, outros enterrados e outros diretamente ao ar livre.

O campo fica em uma zona rural, próximo de um presídio. As pessoas comumente chamam o local de “fazenda de cadáveres”, embora os cientistas prefiram chamá-lo de cemitério forense ou laboratório de tafonomia, área da ciência que estuda o que acontece a um organismo após sua morte.

A fazenda de cadáveres da Universidade do Sul da Flórida é uma das sete existentes nos Estados Unidos. Também há algumas na Austrália. Países como Canadá e Reino Unido têm planos para abrir seus primeiros campos do tipo neste ano. Os cadáveres que estão na fazenda da universidade americana são de pessoas que antes de morrer decidiram doar voluntariamente seus corpos para a ciência. Em outros casos, são os parentes do falecido que decidem dar o corpo à perícia.

O objetivo principal desses lugares é entender como o corpo humano se decompõe e o que acontece no ambiente que o rodeia durante esse processo.

 

Fonte: Com informações de Uol



Banner Marcelino piaui