Juventude  

Festival do Peixe tem oficinas, serviços e apresentação circense para a juventude

27 de julho de 2019

Da redação

No primeiro dia do Festival do Peixe, que acontece até este domingo (28) em Esperantina, foram realizadas oficinas de dança regional, grafite e rima e poesia durante a tarde. As atividades fazem parte do projeto Caravana Juventude Ativa.

 

Palhaço Sardinha divertiu os participantes do Festival do Peixe – Foto – Cássia Sousa

 

No final da tarde e início da noite, houve distribuição de panfletos, apresentação de circo e distribuição de material preventivo, todas ações que fazem parte do projeto Tenda das Juventudes. Ambos os projetos são da Coordenadoria da Juventude do Estado do Piauí e as atividades foram realizadas em parceria com a Prefeitura Municipal de Esperantina.

O oficineiro Eduardo Alemão explicou os fundamentos teóricos do grafite e passou exercícios de desenho para os participantes. Na oficina de rima e poesia, Rodrigo Veras apresentou algumas técnicas na criação de poemas próprios para serem falados. Na oficina de dança, a professora Uana Sara ensinou aos alunos a coreografia de um afoxé e de uma puxada de rede com as músicas “Canto ao pescador” e “Ilê Pérola Negra”.

“A puxada de rede é uma dança popular variante da capoeira que imita o movimento dos pescadores puxando as redes do mar. É uma manifestação cultural preservada em algumas das regiões litorâneas do Nordeste. É como se fosse um ritual”, explicou Uana Sara.

No início da noite, o palhaço Sardinha animou os participantes do Festival do Peixe e a equipe do projeto Tenda das Juventudes prestou informações sobre prevenção a doenças, acidentes de trânsito e ao uso abusivo de drogas. E também apresentou aos transeuntes o programa Identidade Jovem, voltado para jovens de baixa renda e que beneficia com passagens interestaduais gratuitas ou meia passagem e meia entrada em eventos esportivos e artístico-culturais.

 

Com informações de CCOM PI



piaui Banner Marcelino