Isolado

Bolsonaro é ignorado pelo Papa em canonização da Santa Dulce dos Podres

14 de outubro de 2019

 

Da redação

 

 Políticos da comitiva brasileira ao Vaticano relataram constrangimento com o fato de o papa Francisco não ter feito menção ao país nem às autoridades que foram à canonização de Irmã Dulce, informa nesta segunda-feira (14) a coluna Painel da Folha de S.Paulo.

O governo Bolsonaro tem hostilizado o Vaticano devido à realização do Sínodo da Amazônia, no qual a Igreja Católica fez advertências sobre a política de devastação da floresta levada a cabo pelo governo Bolsonaro.

Com uma política externa unilateralista, contrária ao direito internacional, ao multilatertalismo, e subordinada ao governo de Trump, o Brasil se afasta de antigos aliados, até mesmo do Vaticano, que claramente toma distância de Bolsonaro.

 

Do Brasil 247



piaui Banner Marcelino