Parada Cultural e da Igualdade

13ª Parada Cultural e da Igualdade de Picos acontece dia 27

17 de setembro de 2019

Da redação

 

Preparativos para a 13ª Parada Cultural e da Igualdade de Picos estão na fase final. O evento tem data para acontecer a partir do dia 27 deste mês. Serão três ciclos de palestras e debates sobre variados temas.

Composto por três etapas, o evento começa dia 27 com ciclo de palestras denominado Jornada Nordestina de Cidadania Plena LGBT. O referido ciclo de debates abordará temas que vão desde direitos humanos, política, até mesmo o combate à violência contra a mulher.

“A parada por si só não é o evento. O evento é a Jornada Nordestina de Cidadania Plena LGBT que começa dia 27 de setembro, encerrando todo o contexto com a Parada dia 29 na Praça Félix Pacheco”, explica Jovana Cardoso, coordenadora de direitos humanos local.

Tradição

A Parada Cultural e da Igualdade de Picos já se tornou evento tradicional e integra os calendários municipal e estadual de eventos, sendo assim uma manifestação oficial. Nesse sentido, a Parada da Igualdade, além de ser uma festa multicultural, também promove em contrapartida, o turismo local e movimenta a economia picoense.

Participação internacional

Explica Jovana Cardoso que a Parada Cultural e da Igualdade de Picos já é reconhecida como um evento internacional. Segundo ela, pessoas vindas de outros países, como Colômbia, por exemplo, confirmaram presença.

“A Parada da Igualdade de Picos ultrapassou as fronteiras do município. É um evento falado no Brasil e fora dele. Teremos pessoas de todo o Nordeste e mais estados como Espírito Santo, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul. Temos ainda colombianos que virão participar”, afirma.

A edição deste ano ocorrerá a partir da passarela, próxima à ponte do Rio Guaribas em direção à Praça Félix Pacheco, no centro da cidade. Evento será finalizado com shows de bandas, concursos e outros.

“Quero convidar a sociedade de Picos, do Piauí, Nordeste e o mundo para participarem. Venham para Picos dia 29 de setembro. Dia que Picos se transforma na capital nacional da igualdade”, convida a gestora

 



piaui Banner Marcelino