Meio Ambiente

Focos de peste suína reforçam fiscalização em todo Piauí

05 de julho de 2019

Da redação

 

O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta sexta-feira (05), no Palácio de Karnak, com o diretor da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi), Genilson Sobrinho, para tratar sobre a saúde do rebanho de  suínos no estado. Um novo foco de peste suína clássica (PSC) foi encontrado em território piauiense, desta vez no município de São João do Arraial.

 

Foto – Reprodução

 

“Encontramos um novo foco de peste suína na cidade de São João do Arraial e nossas equipes já estão tomando as providências cabíveis. A propriedade deve cumprir com a nossa orientação que é de sacrificar os animais do local”, explicou Genilson Sobrinho.

Hoje, o Piauí tem 16 focos em todo o estado distribuído nas cidades de Brasileira, Cabeceiras do Piauí, Domingos Mourão, Lagoa do Piauí, Milton Brandão, Murici dos Portelas e São João do Arraial. Segundo o diretor, os focos já foram devidamente identificados e sanados.

Segundo o gerente de Defesa Sanitária Animal da Adapi, Idílio Moura, durante a reunião, o governador autorizou a liberação de R$ 300 mil para indenização de produtores afetados pela peste suína. “Apresentamos o cenário para o governador e ele prontamente autorizou a liberação de recursos para a indenização de produtores piauienses que tiveram rebanhos sacrificados”, disse Moura.

Sintomas e cuidados

A peste suína é transmitida por meio de alimentos ou água contaminados, contato com animais infectados, equipamentos sujos e roupas de indivíduos que mantiveram contato direto com porcos domésticos ou selvagens que estejam doentes ou possuam o vírus incubado. A doença chega a matar 90% dos animais jovens e nos mais velhos pode manifestar-se discretamente.

Inicialmente, os porcos apresentam depressão e febre alta, regiões avermelhadas, hemorragia e cor azulada geralmente nas extremidades, axilas, abdômen e face interna dos membros de animais brancos. Também é detectada letargia, convulsões ocasionalmente, ranger de dentes e dificuldade de locomoção.

Os telefones para contato da Adapi são: (86) 3221-7142 e 3222-4993.

 

Governo do Piauí



piaui Banner Marcelino