Política

PT e MDB não apoiam o nome de Maria Santana para Prefeitura de Picos

04 de setembro de 2019

Da Redação

Não é de hoje que o Partido dos Trabalhadores na cidade de Picos está dividido entre os petistas que apoiam e os que têm uma verdadeira aversão a administração do prefeito, Padre José Walmir de Lima (PT).

 

Reprodução

 

Tanto é que até mesmo o futuro presidente do Diretório Municipal da sigla e vereador, Wellington Dantas (PT), só é recebido no Gabinete do prefeito se tiver hora marcada na agenda do Chefe do Poder Executivo.

Tratamento diferente do dispensado, por exemplo, a secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Participação, Oneide Rocha e ao ex-secretário municipal de Saúde, José Venâncio o “Dudé”, petistas históricos que têm trânsito livre no Palácio Coelho Rodrigues.

Esse racha ficou mais evidente no mês de julho passado durante o processo interno para escolha dos nomes que comporão a chapa única que assumirá o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores para o mandato referente ao biênio 2020/2021.

Presentes em algumas reuniões com os companheiros, no Piauí Shopping Center, Padre Walmir e a jornalista e Diretora do CIEM (Centro Integrado de Especialidades Médicas), Maria Santana, mais pareciam dois peixes fora d’água.

Até porque, além da perda de espaço na administração, vários membros do PT nunca engoliram o fato de o prefeito ter lançado publicamente no mês de janeiro, sem consultar a sigla, Maria Santana como pré-candidata a prefeita de Picos pelo Partido dos Trabalhadores, legenda a qual ela se filiou apenas no último mês de junho.

Os membros da sigla no município também mantém vivo na memória o fato de o Padre Walmir ter ficado contra uma possível candidatura, que não vingou, de Wellington Dantas a deputado Estadual nas eleições de 2018 e ainda ter tirado espaço (cargos) do vereador na administração municipal.

Nesse panorama, alguns membros do Diretório Municipal garantem que 90% dos filiados não apoiam uma candidatura de Maria Santana para compor chapa majoritária, ainda que seja para o cargo de candidata a vice.

 

Wellington Dantas – Reprodução – Foto – GP1

 

Além disso, para dificultar mais ainda a candidatura dela, recentemente o nome de Wellington Dantas passou a figurar nos bastidores da política local como um possível pré-candidato a prefeito de Picos, que sonha em concorrer com o apoio do Governador do Estado, Wellington Dias (PT) e da primeira-dama, Rejane Dias (PT).

Agora foi a vez do MDB, outro aliado de primeira hora da administração municipal, de se posicionar contra a indicação de Maria Santana para ser a pré-candidata a prefeita de Picos pela base.

O anúncio foi feito pelo presidente da Mesa Diretora da Câmara de vereadores, Hugo Victor (MDB), em entrevista ao vivo no Jornal da 95 da rádio FM Cidade Modelo nesta segunda-feira (02).

Na oportunidade o parlamentar picoense foi categórico ao dizer que o nome do MDB para concorrer a Prefeitura de Picos é o do empresário, Francisco da Costa Araújo Filho, o “Araujinho”.

 

Francisco da Costa Araújo Filho (Araujinho) – Foto – Reprodução – Portal O Povo

 

Hugo Victor também sugeriu que Maria Santana seria uma boa opção para composição da chapa como candidata a vice-prefeita.

“Poderia ser e espero que seja uma companheira de chapa de Araujinho. (Maria Santana) daria uma boa vice. A chapa dos sonhos (Araujinho e Maria Santana)”, colocou o vereador emedebista.

Ainda na tarde de segunda-feira, Padre Walmir não deixou por menos e em sua página no Instagram compartilhou uma mensagem onde deixou claro que continua apoiando a candidatura de Maria Santana a Prefeitura de Picos.

“Ao lado dessa pessoa, me sinto mais que seguro e apoiado. Uma pré-candidata à altura do merecimento do Povo de Picos. Capacidade e humildade são seus sobrenomes”, postou com uma foto ao lado de Maria Santana.

 

Albino Moura – Foto – GP1 – Reprodução

 

Diante desse quadro, onde o PT e MDB não apoiam o nome de Maria Santana, indicação de Padre Walmir para concorrer a Prefeitura de Picos, alguns indicativos apontam que outras lideranças com aceitação popular, pertencentes ao grupo governista, também podem despontar como possíveis pré-candidatos a prefeito, entre esses o empresário, Albino Moura.

 

Fonte: Piauí 24 Horas 



Banner Marcelino piaui